Pesquisar neste blog

Carregando...

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Pontos de Xangô




Caboclo da Cachoeira




Meu Pai Xangô é rei lá na pedreira
Também é rei, Caboclo da Cachoeira
A sua aldeia tem os seu caboclos
A sua mata tem a cachoeira
No seu saiote tem penas douradas >
Seu capacete brilha na alvorada > bis


Caboclo da Lua e do Sol



Caboclo da Lua
Caboclo do Sol
São irmãos gêmeos
Como Cosme e Damião
Povo de Umbanda, manda mas não vai
Filhos de Umbanda, tomba mas não cai




Caboclo Sete Pedreiras



Por detrás daquela serra>
Tem uma linda cachoeira>bis
É de meu Pai Xangô >
É de Xangô Sete Pedreiras >bis
Por detrás daquela serra>
Tem uma linda cachoeira>
É de meu Pai Xangó>
Que arrebentou sete pedreiras>bis
Foi água nascendo na fonte
Espinho na flor
Do seu medo escondido
Nasceu a coragem de ser vencedor
Punhal na mão
No peito um escudo mais fiel
De quem na terra concebeu o céu
São Sete Pedreiras que ele aprendeu a quebrar
Na faísca da fúria
No raio da chuva
A luz do luar
Lavou o corpo com o vinho amargo do suor
E fez do próprio bem
De todos males talvez o menor




Caboclo Serra Negra



No alto da serra
Capitão da serra
Na serra negra onde caboclo mora
No alto da serra, capitão da serra
A sua seta é uma jibóia
Estava no alto da serra
Grande jibóia que por mim passou
Trazia um grande diadema>
Dizendo que era>
O rei dos caçadores> bis
Seu Serra Negra
Vem chegando de aruanda
Trazendo pemba
Pra salvar filhos de Umbanda
Ele é guerreiro, é flecheiro, atirador>
Na sua mata, Serra Negra é caçador>bis
Na sua serra, Serra Negra é de Xangô>bis




Caboclo Quebra-Pedra
Letra e música: entidade



Cheguei, sou Quebra-Pedra >
Sou caboclo de Xangô >
Tem vez que estou aqui >
Tem vez que não estou > bis
Só venho quando pedem
A justiça de Xangô
Kaô, kaô, kaô >
Sou Quebra-Pedra>
Sou guerreiro de Xangô > bis




Linha de Xangô



Xangô é corisco >
Nasceu na trovoada>bis
Trabalha na pedreira
Acorda na madrugada
Longe, tão longe >
Aonde o sol raiou > bis
Saravá Umbanda
Saravá Xangô

Machadinha do cabo de ouro
De ouro, de ouro
Machadinha do cabo de ouro
É machadinha de Xangô

Pedra rolou, Pai Xangô, lá na pedreira
Firma seu ponto, meu Pai, na cachoeira
Tenho meu corpo fechado
Xangô é meu protetor
Firma cabeça meu filho
Pai de cabeça chegou

Quando a lua aparece
O leão na mata roncou
A passarada estremece
Foi a coral que piou, piou, piou
Foi a coral que piou
Salve o povo de congá
Ai vem nosso rei da Umbanda
Saravá nosso Pai Xangô
Saravá nosso Pai Xangô

Meu Pai Xangô >
Deixa esta pedreira aí >bis
A Umbanda está lhe chamando
Deixa esta pedreira aí
A Umbanda está lhe chamando
Deixa esta pedreira aí

Xangô mostrai as forças que tens
Xangô é o rei da Justiça
E não engana ninguém
Xangô, kaô, Xangô Agodô > bis
Subi a pedreira, subi
Pedra rolou no corisco de Xangô
Dizem que Xangô mora na pedreira>
Mas não é lá, sua morada verdadeira >bis
Xangô mora na cidade de luz
Onde mora Santa Barbara
E o menino Jesus
Dizem que Xangô mora na pedreira>
Mas não é lá, sua morada verdadeira >bis

Lá em cima daquela pedreira >
Tem um livro que é de Xangô > bis
Kaô, kaô, kaô cabecile
É de Xangô

Escureceu, a noite chegou > bis
Firma ponto na pedreira
Saravá Xangô
Saravá Xangô
Saravá Xangô
É Xangô o rei de lá da pedreira >
E Oxum, rainha da cachoeira > bis
Xangô é rei >
Xangô é rei orixá >
Escreve lei >
Pros filhos de Oxalá > bis

Xangô, Xangô
Meu pai, Xangô
Kaô, cabecile Obá, Xangô
Saravá Xangô>bis
Xangô mora na pedreira
Quem mandou relampejar
Kaô , cabecile Obá, Xangô
Saravá Xangô>bis

Quebra pedra na pedreira>
Quero ver arrebentar> bis
Quem demanda com meus filhos>
Eu também sei demandar> bis

Sentado na pedreira de Xangô
Eu fiz um juramento até o fim
Se um dia me faltar a fé em meu Senhor
Que role esta pedreira sobre mim
Meu Pai Xangô chegou do Reino
Meu Pai Xangô é Orixá
Olha, seus filhos lhe pedem meu Pai >
Fé e proteção neste congá > bis
Ele vem de aruanda
Ele vem trabalhar
Ele vence demanda
Ele é seu Pangara
Kaô, kaô >
A justiça chegou, Xangô > bis
Ele vem de aruanda
Ele vem trabalhar
Ele vence demanda
Ele é seu Airá
Kaô, kaô >
A justiça chegou, Xangô > bis




Ponto de Subida de Xangô



Meu pai Xangô já berimbou na aldeia>bis
Kaô cunhanha,, oh cunhanha >
Oh Cunhanha>bis

Fonte: www.paimaneco.org.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário